sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Hoje Tem Zé Ramalho em BH

"Cantor toca sucessos próprios e releituras de Raul Seixas e Geraldo Vandré"

Quem não se lembra de Avohai, Frevo mulher, Admirável gado novo, Chão de giz e Garoto de aluguel? Músicas que ficaram marcadas na memória de várias gerações e que serão apresentadas hoje pelo compositor e cantor Zé Ramalho (foto), em show às 23h, no Chevrolet Hall (Av. Nossa Senhora do Carmo, 230, São Pedro).

Além dos grandes sucessos do artista, a apresentação inclui ainda releituras de Raul Seixas e Geraldo Vandré. Ingressos para pista, R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia), 1º lote. Mesa com quatro lugares, R$ 550, 2° lote. Informações: (31) 3209-8989.

Fonte: Divirta-se Wai

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

ZÉ RAMALHO EM BH DIA 30/09/2011

O cantor e compositor Zé Ramalho faz única apresentação no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte, sexta-feira, 30. Com milhões de discos vendidos, o paraibano está na estrada relembrando grandes sucessos de sua carreira.

Conhecido pelo seu estilo que mistura cidade grande e sertão, psicodelismo e regionalismo, tudo isso com um toque nordestino, Zé Ramalho é comparado pela crítica a grandes nomes da música mundial. Um dos mais renomados é Bob Dylan, que foi cantado pelo trovador urbano no disco Zé Ramalho canta Bob Dylan, indicado ao Grammy Latino 2009 na categoria Melhor Disco de Rock.

No palco, Zé Ramalho conta com a presença da talentosa Banda Z, que tem Chico Guedes no contrabaixo, Edu Constant na bateria, Dodô de Moraes nos teclados, Toti Cavalcanti nos sopros e Zé Gomes na percussão.

Fonte: Jornal O Norte de Minas

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Especial de Zé Ramalho na FM Inconfidência.

Pessoal no ultimo dia 25/09/2011 foi apresentado pela FM Inconfidêcia um super especial do mestre Zé Ramalho.

Com uma ótima seleção musical o programa Perfil da MPB comandada pelo apresentador Marcio Ronei foi um grande sucesso.

Se vc perdeu, o Acêrvo mostra pra você!!! Clique Aqui e curta o nosso grande mestre Avôhai no especial da Radio Inconfidêcia!!!




Foto: Mario Luis Thompson

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Zé Ramalho no Vivo Rio

O cantor Zé Ramalho apresenta o show “Caixa de Pandora”, na próxima sexta, dia 8, no Vivo Rio. No repertório do show, o artista revisita sucessos de carreira como “Avôhai” ,“Chão de giz” e “Admirável gado novo”.

Para concorrer a convites, acesse o link abaixo ou concorra via SMS enviando uma mensagem de texto para 49810 com a palavra MPB seguida da palavra . (A tarifa do sms é de R$0,31 + impostos).


Vivo Rio
Sábado, dia 8 de outubro às 22h
Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Aterro do Flamengo
Informações: 4003-1212
Classificação 16 anos

Clique Aqui e concorra a convites

Fonte: MPB Brasil

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

FOTOS DO SHOW DE ZÉ RAMALHO NO CREDICARD HALL EM SÃO PAULO DIA 17/09/2011

Pessoal está disponivel na internet belas fotos do show do Zé Ramalho que aconteceu no ultimo dia 17/09/2011.

Quem quiser ver as fotos é só entrar no site Oba Oba. Clique aqui e confira!!!

Fonte: Bruno Sagacious, www.obaoba.com.br

domingo, 25 de setembro de 2011

Hoje tem especial do Zé Ramalho na Radio Inconfidencia!!!

Pessoal é hoje o grande especial com grande mestre Zé Ramalho na Radio Inconfidencia.

Perfil da MPB vai ao ar às 19h nas ondas da Rádio Inconfidência FM 100,9 - Brasileiríssima - e pela rádio online.

sábado, 24 de setembro de 2011

AGRADECIMENTO AOS AMIGOS

Ao longo dos anos recebi a ajuda de muitos amigos que contribuíram para a organização do grande Acervo que tenho hoje sobre o mestre Zé Ramalho, foram pessoas que me doaram objetos diversos sobre o Zé, recebi:

Livros, Discos, Compactos, Camisetas, Revistas e Jornais, Posters, Fotos etc.



QUERO AGRADECER A FORÇA DOS AMIGOS(AS):

ZÉ RAMALHO
ROBERTA RAMALHO
OTTO GUERRA E JORGINHO ( JERIMUM PRODUÇÕES )
ZÉ ROBERTO (PRES. DO F.C. VIAGENS E VERSOS "ZÉ GERALDO" EM SP.)
JARBAS MARIZ ( CANTOR E COMPOSITOR -PRIMO DE ZÉ-/SP )
ONALDO MENDES ( JOÃO PESSOA-PB )
CHICO LÚCIO ( UBERLÃNDIA/MG )
DANIELA BOGORICIN E LANA PALMER ( BMG/RJ )
JESUS PEZZA ( MAUÁ/SP )
ROSEMARI MABA ( SC )
WILLIANS ( PRES. DO F.C. DE ZÉ RAMALHO EM BRASILIA/DF )
CARLÃO ( PIRACICABA/SP )
MARCIO DUTRA ( MG )
CARLOS FOGANHOLI ( STO. ANDRÉ/SP )
PAULO VINÍCIUS ( LANÇ. O CD "OUTUBRO" EM HOMENAGEM À ZÉ ( JOÃO PESSÔA/PB )
AUGUSTO RENA ( PRES. DO F.C. OPUS VISIONÁRIO "ZÉ RAMALHO" )
FERNANDA FONCECA ( BMG/RJ )
HELDER FONTENELE ( PARNAÍBA-PI )
FLAVIO OLIVEIRA ( FORTALEZA-CE)
ADERBAL NOGUEIRA ( FORTALEZA-CE )
AMIR SANTINI ( APIAÍ-SP )
AMINTAS (Fã Clube OVIZR, ARACAJÚ-SE )
AURÍLIO SANTOS (ACÊRVO VIDA E OBRA"ZÉ RAMALHO, BREJO DO CRUZ-PB)

À vocês meus amigos e amigas que me ajudaram, e continuam a me ajudar, meu muito obrigado.

Rivanildo Alexandrino

ZÉ RAMALHO EM LUISBURGO-MG

Hoje a cidade de Luisburgo em Minas Gerais vai parar pra assistir o tão esperado show de Zé Ramalho o maior astro da MPB.

Será um show inesquecível onde Zé mostrará todo o seu talento com belas canções de grande sucesso ao longo de sua carreira.

Bom show para todos!!!
Rivanildo Alexandrino.

Serviço:
SHOW ZÉ RAMALHO & BANDA Z
PARQUE DE EXPOSIÇÕES - FESTA DO PRODUTOR RURAL E FEIRA DA PAZ - (23:00h) FAVOR CONFIRMAR HORÁRIO COM OS PRODUTORES LOCAIS

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Zé Ramalho sobe ao palco em BH e relembra músicas consagradas

O público mineiro recebe no dia 30 de setembro (sexta-feira) um dos artistas mais aguardados nos últimos tempos: o cantor e compositor Zé Ramalho. Ícone da música brasileira, o artista faz única apresentação em Belo Horizonte, no Chevrolet Hall (Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 - Savassi - Belo Horizonte), às 23 horas. Com milhões de discos vendidos, o paraibano está na estrada relembrando grandes sucessos de sua carreira.

Conhecido pelo seu estilo que mistura cidade grande e sertão, psicodelismo e regionalismo, tudo isso com um toque nordestino, Zé Ramalho é comparado pela crítica a grandes nomes da música mundial. Um dos mais renomados é Bob Dylan, que foi cantado pelo trovador urbano no disco ZÉ RAMALHO CANTA BOB DYLAN, indicado ao Grammy Latino 2009 na categoria Melhor Disco de Rock.

Em BH, Zé Ramalho revisita alguns de seus maiores sucessos que venderam milhões de discos, como “Avohai”, “Frevo de Mulher”, “Admirável Gado Novo”, “Chão de Giz”, “Beira Mar”, “Eternas Ondas”, “Garoto de Aluguel”, “Vila do Sossego” e“Banquete de Signos”, que são apenas um pouco do que Zé Ramalho lançou durante sua trajetória no cenário artístico.

No palco, Zé Ramalho conta com a presença da talentosa Banda Z, que tem Chico Guedes no contrabaixo, Edu Constant na bateria, Dodô de Moraes nos teclados, Toti Cavalcanti nos sopros e Zé Gomes na percussão.

Show - Zé Ramalho em Belo Horizonte
30 de setembro, às 23 horas.
Chevrolet Hall - Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 - Savassi - Belo Horizonte/MG/Brasil.
Informações ao público: (31) 3209 8989

Fonte: BH Eventos

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Perfil da MPB com Zé Ramalho na Radio Inconfidêcia.

"O cantor e compositor paraibano é o artista homenageado deste domingo, às 19h, na Brasileiríssima "

Perfil da MPB deste domingo, 25 de setembro, destaca a arte musical do cantor e compositor Zé Ramalho.

Na estrada desde os anos 70 e com mais de trinta álbuns, as influências musicais de Zé Ramalho são uma mistura de elementos da cultura nordestina (cantadores, repentistas e rabequeiros), da Jovem Guarda, dos Beatles, dos Rolling Stones, Pink Floyd, Raul Seixas e, principalmente, Bob Dylan. Seu trabalho mais recente, lançado em agosto, é o CD Zé Ramalho canta Beatles.

Perfil da MPB vai ao ar às 19h nas ondas da Rádio Inconfidência FM 100,9 - Brasileiríssima - e pela rádio online.

Fonte: Radio Inconfidência

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Agradecimento.

Quero agradecer de coração aos amigos Zéramalheanos que vem contribuindo para esse acervo, seja me dando incentivo na continuação desse trabalho ou me mandando material referente à Zé Ramalho.

Ultimamente recebi aqui na Vila do Sossego materiais enviados pelos amigos: Helder Fontenele, Parnaíba-PI; Flavio Oliveira, Fortaleza-CE; Aderbal Nogueira, Fortaleza-CE; Amir Carlos Santini, Apiaí-SP; Chico Lúcio, Uberlândia-MG.

À vocês deixo meu sincero agradecimento por estarem fazendo isso não só por mim, mas pela preservação da historia dessa grande personalidade da musica brasileira que é o grande mestre Zé Ramalho.

Obrigado.

Rivanildo Alexandrino.

Zé Ramalho em BH



No dia 30 de setembro, o cantor Zé Ramalho vem a BH com a sua Tour 2011 e promete agitar o seu público com novas músicas e sucessos como Avohai, Frevo Mulher, Admirável Gado Novo, Chão de Giz, entre outras.

PROMOÇÃO:

Para concorrer a um dos três pares de ingressos para o show, basta se cadastrarem nosso portal, seguir o @eusoubh no Twitter e dar RT na frase promocional, clicando no link abaixo.

Clique aqui para participar.

O sorteio rola dia 27 de setembro às 17h.

Ao participar desta promoção, o usuário declara estar ciente e de acordo com as cláusulas do regulamento Sou BH.

Fonte: SouBH

domingo, 18 de setembro de 2011

Zé Ramalho em Luisburgo-MG em 24/09/2011

O paraibano José Ramalho Neto, abençoa a capital federal com show relembrando antigos e atuais sucessos de sua extensa carreira. Com mais de 20 discos lançados, Zé é um dos pioneiros da música nordestina brasileira.

Zé Ramalho tocará junto com sua banda, revivendo alguns dos seus maiores sucessos. Entre as inúmeras músicas do artista, “Admirável Gado Novo”, “Garoto de Aluguel”, “Chão de Giz” e “Avohai” estão entre as selecionadas para o show no planalto central.


Fonte: Festas e Shows

Trazendo a Arca, Pixote, Michel Teló e Zé Ramalho na programação da XXI Expolagos Araruama

Quem gosta de música e está em busca de um agito, não pode perder a XXI Expolagos Araruama, evento organizado pela Prefeitura Municipal, que acontecerá entre os dias 15 e 18 de setembro, no Parque de Exposições Manoel Marinho Leão, em Araruama. A programação reserva espaço para todo tipo de público, com música gospel, pagode, sertanejo e MPB com grandes nomes no palco principal, além de shows diversos no palco alternativo, e exposições agropecuárias.

A abertura oficial do evento será no dia 15 (quinta-feira), com show do grupo gospel Trazendo a Arca. No mesmo dia acontece a final do Festival de Música Gospel de Araruama. Ao todo, 20 artistas locais participam da competição, que tem representantes de todos os cinco distritos da cidade: 10 na categoria música inédita (com gravação de um CD pela gravadora Line Records para o campeão) e 10 na categoria música consagrada (com uma moto 0km para o primeiro colocado), além de muitos outros prêmios como notebooks e projetores.

Na sexta-feira (16) quem sobe ao palco principal é grupo Pixote, que promete esquentar a festa com muito pagode. No sábado (17) é a vez do sertanejo, com o cantor Michel Teló, e no domingo, encerrando a programação, o melhor do MPB com Zé Ramalho. Todos os shows são gratuitos.

Fonte: BigPop

sábado, 17 de setembro de 2011

Zé Ramalho no Credicard Hall em São Paulo, hoje 17/09/2011

Zé Ramalho está na estrada. Tal notícia vem fazendo a alegria de milhões de brasileiros há mais de três décadas, desde o lançamento do primeiro álbum solo do artista paraibano que emplacou de cara o hino “Avohai”. Zé traçou uma ponte que unia Pink Floyd e Beatles a Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, entre tantos outros. Cidade grande e sertão, psicodelismo e regionalismo, o Nordeste inserido no mundo, o universo conectado ao Nordeste. Um trovador urbano comparado por muitos aos ícones da música mundial.

Zé Ramalho ultrapassou a barreira de um milhão de discos vendidos, com o êxito fenomenal de “Entre a Serpente e a Estrela”, que fez parte da trilha sonora de uma novela da Rede Globo. Sua história com a dramaturgia televisiva sempre rendeu grandes frutos, incluindo o fenômeno de retornar às paradas de sucesso com uma mesma música, “Admirável Gado Novo”, incluída na trilha de O REI DO GADO, conectando o artista à juventude brasileira e fazendo o CD da novela vender nada menos do que três milhões de cópias, um recorde que permanece inalcançável.

Ao lado dos amigos Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença, Zé protagonizou em 1996, um dos projetos mais bem sucedidos da música brasileira, O GRANDE ENCONTRO, que levou multidões aos shows em todo o país e gerou o lançamento de um disco ao vivo, vendendo mais de 500.000 cópias. A continuação do projeto, rendeu outras duas “turnês” vitoriosas, um CD de estúdio e outro gravado ao vivo, que alcançaram a marca de 480.000 unidades, recebendo o disco de ouro e o de platina e, Zé realizou ainda uma apresentação histórica no ROCK IN RIO 3, assistida por mais de 50 mil pessoas em 2001, junto com Elba Ramalho.

O álbum 20 ANOS – ANTOLOGIA ACÚSTICA é seu maior êxito comercial até hoje, com aproximadamente dois milhões de cópias vendidas e vencedor do Prêmio Sharp como melhor projeto gráfico. Este disco deu início a uma trilogia que seguiu com NAÇÃO NORDESTINA, um mapeamento da história musical e política da sua região natal, indicado ao Grammy Latino de melhor álbum regional e, ESTAÇÃO BRASIL, um passeio pelo cancioneiro nacional. Zé Ramalho ainda homenageou Raul Seixas, gravou seu primeiro cd ao vivo, lançou o inédito O GOSTO DA CRIAÇÃO e convidou amigos para participar do CD e DVD PARCERIA DOS VIAJANTES.

A tour 2011 traz Zé Ramalho revisitando alguns de seus maiores êxitos que venderam milhões de discos, mantendo o respeito da crítica especializada, em rara unanimidade. “Avohai, Frevo Mulher, Admirável Gado Novo, Chão de Giz, Beira-Mar, Eternas Ondas, Garoto de Aluguel, Vila do Sossego e Banquete de Signos” são apenas algumas das inúmeras pérolas que Zé Ramalho lançou e riscam o Brasil de Norte a Sul, derrubando fronteiras e provando que a grande música é universal. Todas estão presentes no novo show, que traz ainda releituras de Raul Seixas e Geraldo Vandré já gravadas por Zé, como “Eu Nasci a Dez mil Anos Atrás” e “Caminhando”, entre outras surpresas, que se encontram no seu mais novo lançamento,“A Caixa de Pandora”.

Seja qual for a jornada, o público sabe que quem a conduz é um dos artistas com a personalidade mais marcante da música popular brasileira. Com sua voz inconfundível e sua poesia apocalíptica, Zé Ramalho escreveu, escreve e continuará escrevendo seu nome na história musical brasileira, seguindo feito um viajante pelas estradas do país, arrastando multidões por onde quer que passe.

SERVIÇO: ZÉ RAMALHO SE APRESENTA SÁBADO, DIA 17 NO CREDICARD HALL EM SÃO PAULO
Data: 17 de setembro de 2011
Hora: 22h
Local: Credicard Hall (Avenida das Nacões Unidas, 17955 – Vila Almeida – São Paulo – SP)

Fonte: Inter Night

Mais informações acesse: http://www.credicardhall.com.br

Zé Ramalho - 13/10/2011 Caiçara Tênis Clube em Rondonópolis -MT

Há mais de 30 anos, o brasileiro sabe que assistir Zé Ramalho ao vivo é uma experiência única em uma espécie de pacto de fidelidade que se renova ano a ano: "Avohai, Frevo Mulher, Admirável Gado Novo, Chão de Giz, Beira-Mar, Eternas Ondas, Garoto de Aluguel, Vila do Sossego e Banquete de Signos" são apenas algumas das inúmeras pérolas que Zé Ramalho certamente trará ao seu público seleto e exigente. Além destas, releituras de sucessos de Raul Seixas e Geraldo Vandré já gravadas por ele, tais como "Eu Nasci a Dez mil Anos Atrás" e "Caminhando". Não bastando tudo isto, o show promente surpresas: as maravilhas que se encontram no seu mais novo lançamento,"A Caixa de Pandora".

Compositor, cantador e cantor popular, estudioso do romanceiro nordestino, Zé Ramalho iniciou participando no disco e filme de Tânia Quaresma, Nordeste: Cordel, Repente & Canção, ele que desde muito cedo teve uma forte vivência ligada aos cantadores repentistas. Veio para o Rio em 75 e participou, como guitarrista, do show de Alceu Valença no Teatro Tereza Rachel, quando começou a ser notado e elogiado pela imprensa. Em seguida, foi contratado pela CBS e gravou seu primeiro álbum, Avôhai, considerada a grande obra-prima daquele ano (77). Em 79 lançaria A Peleja do Diabo com o Dono do Céu, um Lp onde aparecia na capa ao lado de Zé do Caixão e ficaria popularíssimo em todo o Brasil com o sucesso de Admirável Gado Novo. Logo depois, Amelinha (Já então casada com ele) faria enorme sucesso com o seu Frevo Mulher e juntos eles excursionariam todo o Brasil. Em 81 A Terceira Lâmina (nome de seu 3 Lp de uma nova e instigante canção) passava de boca em boca pelo Brasil inteiro, com Zé Ramalho mais uma vez excursionando pelas principais capitais. Este ano é a Força Verde que está indo aos ares, um trabalho que, como sempre, mostra um compositor à frente de seu tempo, fugindo de bitolações e mesmices, procurando tocar o futuro: "O espaço a conquistar : diz ele, "é o desafio da imaginação de todo artista / criador. Visíveis ou não, as percepções existem e nelas estão, acredito eu, os ilimitados clarões da cristalização da arte".

Preços

SETOR CHÃO DE GIS 4 LUGARES + 1 L WISK (OLD PAR)R$ 1.500,00
SETOR AVOHAI 4 LUGARESR$ 1.000,00
SETOR GAROTO DE ALUGUEL 4 LUGARESR$ 800,00
SETOR VILA DO SOSSEGO 4 LUGARESR$ 600,00
CAMAROTE BEIRA-MARR$ 150,00
CAMAROTE KAMEKAZER$ 150,00
1 LOTE AREA VIP MEIAR$ 40,00
1 LOTE AREA VIP INTEIRAR$ 80,00

Fonte: Agencia de Noticia Primeira Hora

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Show de Zé Ramalho atrai 10 mil pessoas à praça central de Areia

Uma multidão acompanhou a noite de abertura do 12º Festival de Artes de Areia nesta quarta-feira (14). Aproximadamente 10 mil pessoas assistiram a solenidade de abertura, a apresentação dos Congos de Pombal e o show de Zé Ramalho.

Durante a cerimônia que abriu oficialmente o festival, o governador Ricardo Coutinho lembrou que a retomada do Festival de Artes de Areia foi um compromisso firmado com setores da cultura paraibana durante a campanha de 2010. “Assumimos o compromisso de

Zé Ramalho durante o show em Areia.

revitalizar este espaço entendendo a sua importância para o desenvolvimento da cultura, do turismo e da economia de Areia e do brejo paraibano”, afirmou.

O secretário da Cultura Chico César, definiu o momento como de celebração da cultura paraibana. Chico destacou o caráter da ‘paraibanidade’ no Festival, expressa na programação composta por artistas da Paraíba. Após a solenidade de abertura, o público acompanhou a apresentação dos Congos de Pombal, uma manifestação da cultura popular da cidade de Pombal.

O Calçadão João Cardoso, no centro de Areia, estava tomado pela multidão quando Zé Ramalho subiu ao palco. No show, o paraibano de Brejo do Cruz lembrou as canções que marcaram sua carreira e prestou homenagem ao também paraibano Geraldo Vandré, com a música ‘Pra não dizer que não falei de flores’.

Caravanas – A primeira noite do festival contou com a presença de visitantes das cidades vizinhas, que se organizaram em caravanas para acompanhar o show de abertura. As ruas de Areia foram tomadas por ônibus que vieram de cidades como Campina Grande, João Pessoa, Alagoa Grande e Guarabira.

Repercussão – De acordo com a Diretoria de Governo Eletrônico, da Secretaria de Comunicação Institucional da Paraíba, a hashtag #festivaldeareia foi o assunto mais comentado pelos usuários do Twitter na Paraíba durante o show de abertura. Também foi possível verificar que 837 pessoas acompanharam a transmissão ao vivo pela internet através do site do Governo da Paraíba.

Fonte: Gonverno da Paraíba

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Cantor paraibano apresenta seus maiores sucessos no Credicard Hall em São Paulo

Na estrada há mais de 30 anos e aconsiderado um dos maiores nomes da música nacional, o trovador urbano Zé Ramalho sobe ao palco do Credicard Hall neste sábado (17).

O show reúne os grandes sucessos do cantor, que leva o regionalismo nordestino em suas músicas. Entre os hits estão Admirável Gado Novo, Chão de Giz, Avohai e Frevo de Mulher.


Fonte: Guia da Semana

Sotaque paraibano

"Depois de celebrar Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Bob Dylan, Zé Ramalho canta Beatles em seu novo CD. Homenagem se soma à discografia brasileira do Fab Four"

É virtualmente impossível que algum músico tenha atravessado os últimos 50 anos sem ter escutado alguma criação dos Beatles. Independente de gostar ou não da obra do quarteto de Liverpool, ninguém pode negar a importância das canções de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, até os dias de hoje.

Na Jovem Guarda, Márcio Greyck, Ronnie Von e Renato e Seus Blue Caps, para citar apenas alguns, fizeram sucesso a partir de versões de clássicos dos Fab Four. Mais tarde, na Tropicália, é inconfundível a inclinação musical de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Os Mutantes para o cancioneiro mais experimental da banda.

Da geração mineira do Clube da Esquina, são fã e devedores da música dos Beatles, Beto Guedes, Milton Nascimento, Toninho Horta e Lô Borges. Do Pessoal do Ceará, os cearenses Ednardo, Fagner, Falcão e principalmente Belchior, se proclamam também seguidores do grupo. Citamos também o guitarrista Régis Damasceno, integrante do Cidadão Instigado, que tocou, em Fortaleza, na banda cover Rubber Soul. Os pernambucanos Alceu Valença e Geraldo Azevedo, apesar de defenderem a cultura da região, também louvam as inesquecíveis composições interpretadas por Lennon, McCartney, Harrison e Starr.

Beatlemaníaco

No panteão da MPB, o paraibano Zé Ramalho é, certamente, um dos admiradores mais constantes do cancioneiro dos Beatles. Admiração que motivou-lhe na gravação de seu álbum mais recente, "Zé Ramalho canta Beatles", disco que reúne versões das músicas do quarteto e de trabalhos solo de seus integrantes.

Antes dele, no entanto, o compositor já havia vertido para o português músicas de Lennon e McCartney. Em seu sexto álbum "Pra Não Dizer que Não Falei de Rock" (1984), "The fool on the hill" virou "O tolo da colina". Três anos depois, no disco "Décimas de um cantador", ele também traria para o português "This boy", que se tornou "Ser boy". Num tributo coletivo à John Lennon de 2001, registrou uma versão de "God".

Zé Ramalho também fez uma referência à banda na capa de "Nação nordestina" (2000): a arte imitava a do antológico álbum "Sgt. Pepper´s Lonely Hearts Club Band" (1967), substituindo os personagens históricos que figuram no original por figuras da música e da história do Nordeste, como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Fagner, Naná Vasconcelos, João do Vale, Hermeto Pascoal, Padre Cícero e Lampião.

Participando em algumas coletâneas referentes aos Beatles no Selo Discobertas, idealizadas por Marcelo Fróes, Zé Ramalho também emprestou sua voz para "In my life" (2000) para o projeto "Submarino Verde e Amarelo", show de homenagens das bandas e cantores brasileiros ao conjunto britânico que saiu em CD e DVD pela gravadora Som Livre e também foi exibido pelo Multishow, canal de TV por assinatura.

Influências

As primeiras incursões do novo álbum de Zé Ramalho aconteceram a partir dessas participações coletivas. Por conta de outros trabalhos, só agora o CD está saindo. O novo disco de Zé Ramalho, traz dez composições da banda inglesa, de 1962 até 1970, e mais seis criações individuais de John, Paul, George e Ringo.

O artista já havia lançado tributos para Raul Seixas, Bob Dylan, Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. Projetos aos quais tem dado destaque. Tanto que seu último álbum de inéditas, "Parceria dos viajantes", saiu há quatro anos.

Sobre a importância do trabalho deles, o compositor paraibano diz que todos os músicos da sua geração devem ter crescido um pouco no seu currículo e na sua aprendizagem, com os Beatles. "Eles são as melhores matrizes da música pop", afirma.

Recordando como ouviu pela primeira vez os Beatles, Zé Ramalho diz emocionado: "Um cara nordestino, com 15 ou 16 anos, como eu, teria tudo para ser um sanfoneiro ou virar um violeiro. Até então eu nunca tinha tocado um instrumento. Quando escutei numa rádio AM a música ´I want to hold your hand´, eu parei automaticamente. Naquela idade, ´inocente, puro e besta´, como disse o Raul Seixas, nunca havia escutado uma coisa daquela entrar no meu ouvido e provocar o que senti. Era uma música muito diferente que me magnetizou imediatamente".

Além da emoção que a música causou no então adolescente, o impacto fez Zé Ramalho tomar um decisão em sua vida: "foi uma coisa tão forte que imediatamente me deu uma vontade, uma necessidade de procurar tocar um instrumento. A base da minha formação musical são esses caras, os Rolling Stones e a Jovem Guarda. São os responsáveis por minha formação musical primeiramente. Depois, fui crescendo e descobrindo as raízes maravilhosas e poderosas da minha região".

Quando se refere ao começo de sua carreira musical, o paraibano recorda com carinho ter feito parte de grupos de bailes que "´empestavam´ em todos os lugares". "Toquei em bandas como ´Os Quatro Loucos´ e "The Gentleman", nas quais fazíamos festas enormes para as pessoas dançarem, que duravam quatro horas. Eu era o guitarrista e nessas ocasiões sempre tinha o momento Beatles e também as versões feitas pelos cantores e grupos da jovem guarda, os quais também foram responsáveis por espalhar a música dos Beatles", relembra.

Zé Ramalho afirma que esse tempo também serviu para exercitar seu modo de tocar, como os Beatles fizeram em suas temporadas antes da fama em Hamburgo na Alemanha. "Isso tudo me deixou uma herança musical muito grande. Essa coisa de tocar, praticar as músicas deles. De tanto ouvir e tocar as músicas dessa banda, você absorve de tal forma, que entra na sua mente e no sangue e você não esquece. Isso possibilita, a partir do momento que você pratica o instrumento, no meu caso, o violão e a viola, procurar formatar de alguma forma original, a minha interpretação para as músicas deles".

Sotaque

Para o cantor, apesar das músicas compostas por John, Paul, George e Ringo terem sido composta na década de 60, melodias, harmonias e letras continuam atuais. "Gravar a música dos Beatles é uma coisa que artistas do mundo inteiro fazem. Então, eu, como nordestino e sem a mínima vergonha de cantar em inglês, gravei essas canções deles com um sentimento profundo, ainda vindo da época que ouvi pela primeira vez. O sotaque nordestino está presente no meu inglês. Não faço nenhuma pronúncia britânica e nem procurei fazê-la em momento algum", conta. "Colocar sanfonas pelo músico Dodô de Moraes que é genial na sua indumentária de sanfoneiro, me ajudou muito a dar uma originalidade às canções dos Beatles", afirma.

Satisfeito pelo resultado do novo CD como produto final, o artista celebra o álbum dizendo ter a condição, hoje em dia, de realizar esses projetos dessa linha de discos "Zé Ramalho Canta" está sendo uma coisa muito valiosa. "Estou muito feliz porque estou mostrando também o meu lado de intérprete. Esse, dos Beatles, são gravações simples, mas, nem por isso deixam de ser valiosas. Algumas pelo tempo que foram gravadas e começaram em 2001 e outras mais recentes, incluídas em projetos que já foram realizados. Juntamos todos esses fonogramas e completamos com essas versões atuais".

O disco "Zé Ramalho canta Beatles" deveria ter sido o primeiro projeto da série, segundo seu autor. O músico não receia as críticas dos puristas quanto ao seu sotaque nordestinos nem ao fato de, por exemplo, transformar o sinfônica "A day in the life" num xote, ou modificar a clássica "While my guitar gently weeps" para um galope acelerado, tudo com muita sanfona e zabumba. "Você não dever ter medo dessa coisa. Para realizar um projeto desse você tem de ter coragem, além do conhecimento e colocar isso como um produto para ser consumido e vendido. O disco veio cristalizar essa mostra de reverência e gratidão que eu tenho para com esses caras que tanto me inspiraram e continuam inspirando tanta gente pelo mundo afora", defende Zé Ramalho.

TRIBUTO
"Zé Ramallho canta Beatles"
Zé Ramalho
R$ 24,90
16 faixas
2011
Discobertas

NELSON AUGUSTO
REPÓRTER
Jornal Diário do Nordeste em 15/09/2011

Zé Ramalho e ‘Fun Music’ sexta em Bauru

O cantor Zé Ramalho faz show na próxima sexta-feira, dia 16, no Espaço Bauru, logo após a 4.ª edição do “Fun Music”, o maior festival de música universitária do Brasil. A casa abre a partir das 21h.

O festival reúne universitários para um encontro musical em que eles compõem músicas para competir entre grupos. A eliminatória do Estado de São Paulo acontecerá em Bauru e contará com seis bandas, inclusive uma da cidade, a Four Funky, que apresentarão as 54 músicas finalistas.

Logo após o “Fun Music”, por volta da meia-noite, o compositor, cantor e estudioso do romanceiro nordestino, Zé Ramalho entra no palco do Espaço Bauru para um show que percorrerá sua trajetória de sucesso, com músicas como “Mistérios da Meia Noite”, “Vida de Gado”, “Mulher Nova”, entre outras.

Zé Ramalho iniciou sua carreira participando do disco e filme de Tânia Quaresma, Nordeste: Cordel, Repente & Canção, ele que desde muito cedo teve uma forte vivência ligada aos cantadores repentistas.

Foi para o Rio de janeiro em 1975 e participou, como guitarrista, do show de Alceu Valença no Teatro Tereza Rachel, quando começou a ser notado e elogiado pela imprensa. Em seguida, foi contratado pela CBS e gravou seu primeiro álbum, Avôhai, considerada a grande obra-prima daquele ano, 1977.

Em 1979, ele lançou “A Peleja do Diabo com o Dono do Céu”, um LP onde aparecia na capa ao lado de Zé do Caixão e ficou popularíssimo em todo o Brasil com o sucesso de Admirável Gado Novo. Logo depois, Amelinha, já então casada com ele, faria enorme sucesso com o seu Frevo Mulher e juntos eles excursionaram por todo o Brasil.

Serviço:

“Fun Music” e show de Zé Ramalho na próxima sexta-feira, dia 16, no Espaço Bauru, na Rua José Ruiz Pelegrina, 6-60. A casa abre às 21h. Ingressos: pista promocional 3.º lote R$ 50,00, área vip promocional 2.º lote R$ 70,00 e camarote para 10 pessoas R$ 1.000,00. À venda nas Lojas Roth (Getulio, Centro e Shopping) e Flipper lanches. Compra com cartão somente nos sites: www.tkingressos.com.br ou www.ingressonaweb.com.br Informações: (14) 3879-1494 e 3241-0744.

Fonte: JCNet

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Zé Ramalho trilha a 'winding road' no passo nordestino ao cantar Beatles

A rigor, Zé Ramalho canta Beatles desde os anos 60, quando fez parte de bandas que animavam os bailes de sua Paraíba natal com o rock projetado naquela década de efervescência pop. Com capa charmosa que parodia a imagem do segundo álbum do grupo inglês, With the Beatles (1963), Zé Ramalho Canta Beatles é previsível acerto de contas com esse passado roqueiro.

Editado por Marcelo Fróes por seu selo Discobertas, o disco combina gravações feitas neste ano de 2011 com faixas registradas entre 1999 e 2000 para CD em tributo aos Beatles que acabou abortado por Ramalho. Em qualquer época, Zé canta Beatles como Zé Ramalho - tal como cantou Raul Seixas (1945 - 1989) e Bob Dylan em discos anteriores.

A sanfona ouvida no arranjo lento de If I Fell (John Lennon e Paul McCartney) delimita a origem nordestina do artista - tanto quanto o sotaque do inglês com que o trovador entoa temas como I Need You (George Harrison), canção revivida em compasso ternário em interpretação de tom dylanesco. Emoldurado por sanfonas e violas, pilotadas pro Zé e por Dodô de Moraes (diretor musical do disco), o Messias do sertão nordestino reprocessa temas como In my Life (John Lennon e Paul McCartney). Às vezes, a abordagem do cancioneiro dos Fab Four por Ramalho soa trivial, como em A Day in the Life (John Lennon e Paul McCartney), quase transformada num xote. Em contrapartida, há faixas em que o artista se permite ousadias estilísticas como a transmutação de Your Mother Should Know (John Lennon e Paul McCartney) num bolerão.

O d.n.a. do artista está impresso em todas as faixas. O clima épico da introdução de Dear Prudence (John Lennon e Paul McCartney) e o tom cavernoso do canto do artista em Carry the Weight (John Lennon e Paul McCartney) - emendada, como de praxe, com Golden Slumbers (John Lennon e Paul McCartney) - não deixa dúvidas de que Zé canta Beatles com total fidelidade ao seu universo musical. Opção reiterada pelo compasso agalopado de sua releitura de While My Guitar Gently Weeps (George Harrison). Mesmo quando diminui acertadamente o passo, como em The Long and Winding Road (John Lennon e Paul McCartney), Zé Ramalho trilha sem tropeços - mas também sem um brilho especial... - a estrada pop nordestina da qual foi um dos desbravadores na década de 70.

Fonte: Notas Musicais

Zé Ramalho em Areia-PB



É amanhã, 14/09/2011 em Areia-PB, no "12º Festival de Areia" a especial participação do grande mestre Zé Ramalho.

O show está previsto para as 22:00hs e os ramalheanos tambem porderão visitar nas imediações do show, a exposição sobre o Zé Ramalho organizada pelo meu grande amigo Aurílio Santos.

domingo, 11 de setembro de 2011

ARQUIVO: Matéria de 1993 ( Show em Recife-PE)

"Zé Ramalho é atração no Cais do Porto"
A
primeira atração do Projeto Cais Naval é o cantor Zé Ramalho, com seu jeito de profeta que sabe misturar muito bem o repente nordestino com o rock de Bob Dylan. Ele faz uma única apresentação hoje, às 22h, no Armazém 13 do Cais do Porto.

No show de hoje, o artista mostra as canções do disco novo com o titulo de Frevoador, e relembra antigos sucessos como Chão de Giz, Admirável Gado Novo, Frevo Mulher, entre outros.

Jornal Diário de Pernambuco em 22/01/1993

ARQUIVO: MATÉRIA DE 1987.



Zé Ramalho: dez anos de carreira com nove LPs.


Zé Ramalho comemora 10 anos de carreira, "cantando a vida". O LP Décimas de um Cantador, o nono em sua car­reira, é o reflexo de um "tra­balho árduo que nasceu do sonho de deixar o Nordeste e conquistar a cidade grande".

Místico e considerado filósofo em muitas de suas composições, Zé Ramalho admite gostar de marcar os ciclos de sua vida. "O décimo aniver­sário de carreira é uma data importante, que permite uma revisão bastante grati­ficante de todo o trabalho." Lembrar que pisou pela primeira vez no Rio, "com ins­tintos muito mais selvagens", o emocio­na. "Principalmente por me sentir vitori­oso e reconhecido. Acho que essa tran­qüilidade de poder olhar para trás e ver a importância das minhas composições me fez ficar muito mais educado em to­dos os sentidos."


Sem nunca ter se in­teressado pelo "jogo comercial que en­volve o trabalho artístico", ele explica as dificuldades enfrentadas pelos cantores e compositores para se manterem puros. "Alguém já disse que, para aprender o jogo dos ratos, é preciso aprender a jogar o jogo dos ratos. Hoje, sou muito mais de conversar, sem brigas, tudo dentro de um equilíbrio."



Festa não vai faltar para comemorar os 10 anos de carreira. Mas a mais importante delas acontecerá dia 27 de setembro, no Palácio das Artes de Belo Horizonte. "Estou super feliz, até mesmo porque fiquei sabendo que um fã entrou em acordo com a CBS para, durante quatro meses, negociar um LP produzido por ele próprio, com uma sele­ção das músicas minhas de maior suces­so, nesses 10 anos. Foi uma iniciativa pessoal desta pessoa, que acredito ser um empresário. Só a partir desses qua­tro meses a CBS assume a divulgação e distribuição do disco."



(Vilmar dos Santos)


Revista "Amiga" em 16/09/1987

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

ZÉ RAMALHO COM OS FÃS.

TARSILA E ZÉ RAMALHO


Um encontro que ilustra bem a renovação de público na obra do Zé. Tarsila simboliza a terceira geração ramalheana.

Com o seu pai (meu grande amigo, O jornalista Chico Lúcio) ela aprendeu a gostar, admirar e viajar no universo mágico deste fantástico músico e poeta.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Zé Ramalho Canta Beatles, Release Oficial da Gravadora Discobertas.

Zé Ramalho canta Beatles
O novo CD

Que os Beatles influenciaram praticamente todos os que começaram suas carreiras musicais a partir de meados dos anos 60, não há qualquer dúvida. No Brasil, não foi diferente. O rock bobinho que aqui aportou no final dos anos 50 só tomou conta da juventude brazuca definitivamente a partir de 1965, quando uma boa dose de Beatlemania deu à chamada Jovem Guarda o ingrediente de som, atitude e carisma que a detonou como o primeiro grande fenômeno musical brasileiro de massa. Depois vieram os Tropicalistas e tudo de bom que a rotulada MPB gerou nos anos 60, 70, 80... E quase todos, admiradores da música dos Beatles. Listar exemplos seria redundante, porque seriam redundantemente apenas exemplos.

Adolescente naquele momento, e bem esclarecido como fã tanto de Beatles quanto da Jovem Guarda, o paraibano José Ramalho Neto participou de bandas de baile já a partir do final dos anos 60 e nos anos 70 conquistou o país como Zé Ramalho, com seu forte trabalho autoral. Ainda assim, suas versões em português para “The Fool On The Hill” e “This Boy” marcaram época nos anos 80.

“Zé Ramalho Canta Beatles” surgiu como uma curtição do artista no final do ano de 1999, quando entrou em estúdio para rascunhar a idéia daquilo que teria sido seu primeiro projeto especial de intérprete. Mas quis o destino que o CD só ficasse pronto mais de 10 anos depois, não antes que Zé Ramalho produzisse e lançasse seus trabalhos dedicados aos repertórios de Raul Seixas, Bob Dylan, Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. Chegou finalmente a vez de “Zé Ramalho Canta Beatles”, com dez clássicos do repertório dos fab four e mais algumas canções das carreiras solo de John, Paul, George e Ringo (sempre nesta ordem). As gravações de 10 anos atrás foram retrabalhadas ao longo dos anos, enquanto Zé volta e meia entrava em estúdio para gravar mais alguma dos rapazes – em projetos diversos que, como fã que sempre foi, ele nunca abriu mão de participar.

Idealização e produção: Zé Ramalho

Direção musical e programações: Dodô de Moraes

www.discobertas.com.br

ZÉ RAMALHO COM OS FÃS.

Zé Ramalho com Wander e sua filha Bina.


Meu amigo Wander é um grande fã do nosso mestre Zé Ramalho e em 2010 quando o Zé esteve em Florianópoles na "Fenaostra", ele teve a grande felicidade de tirar uma foto com sua filha junto ao seu grande ídulo Zé Ramalho.

Valeu amigo Wander!!! obrigado e parabens pela foto.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Programação do Festival de Artes de Areia valoriza cultura da Paraíba

De 14 a 18 de setembro, a cidade de Areia, no Brejo paraibano, receberá uma variedade de apresentações artísticas, debates e oficinas. A programação do 12º Festival de Artes de Areia foi divulgada na terça-feira (6) e traz um diferencial: a participação exclusiva de artistas paraibanos. Ao todo, serão 100 atividades durante os cinco dias do evento.

Estão previstos shows, espetáculos teatrais, apresentação de circo e de dança, além de mostras de artes plásticas, literatura e produções audiovisuais. Sobem ao palco, por exemplo, Zé Ramalho, Chico César, Amazan, o Quinteto da Paraíba, Cátia de França, Escurinho, Toninho Borbo e as bandas Jackson Envenenado e Sex on The Beach. A programação completa pode ser consultada no site http://www.festivaldeareia.pb.gov.br.

Fonte: G1

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Chamada na TV do CD "Eu Sou Todos Nós" 1998

Pessoal foi com muito prazer que recebi esse vídeo do amigo David Souza Abreu da cidade de Sete Lagoas-MG. Trata-se de uma chamada no canal SBT sobre o lançamento do novo cd "Eu Sou Todos Nós" de Zé Ramalho em 1998.

No vídeo o Zé aparece cantando a música "Companheira de Alta Luz", e é bem provável que exista o clipe completo dessa música pois acho que a chamada para o lançamento do cd foi feito com imagens desse clip, menos o finalzinho em que o Zé aparece andando com uma capa como se estivesse subindo uma montanha, pois esse trecho de vídeo é do clipe da música "Batendo na Porta do Céu", de 1997.

Quero aqui agradecer ao grande amigo David por o envio dessa grande raridade. Valeu meu irmão a nação zeramalheana te agradece pelo presente!!!

video

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Zé Ramalho em Natividade-RJ

O cantor, compositor e interprete Zé Ramalho se apresenta em Nattividade no dia 06 de setembro. O paraibano estará na programação dos Festejos de Setembro (na avenida Amaral Peixoto)

Fonte: TV Itaperuna

sábado, 3 de setembro de 2011

Zé Ramalho canta o Nordeste.

A evocação a Avohai tornou-o conhecido em todo o Brasil, como o compositor paraibano que traria forte e nítida ex­pressão da realidade do Nor­deste. Agora, Zé Ramalho está se preparando para a segunda etapa de seu trabalho, que já recebeu o título: A Peleja do Diabo Com o Deus do Céu, onde fala dos valores humanos liga­dos ao bem e ao mal. Nesse meio tempo, recebeu um troféu da Rádio Globo, como o cantor revelação de 78.

O espírito do povo, toda a carga e acúmulo de sofrimento do povo nordestino formam o tema preferido de Zé Ramalho. Do trabalho que está terminando de preparar, "falo da mulher e do homem. Do certo e do errado. É a passagem de um cantador por tudo isso, contado através de seu canto. Para caracterizar melhor o que queria dizer tive a ajuda do Zé do Caixão, no aspecto visual da obra".

Para conseguir chegar onde chegou, Zé Ramalho atravessou muitas dificuldades. "Em 1977 fui a todas as gravadoras que me recusaram, não aceitaram o que eu fazia. Finalmente, com o apoio de Carlinhos Sion, gravei na CBS, com as mínimas condi­ções técnicas. Tive de fazer um disco num estúdio de oito ca­nais em apenas 15 dias."

Além de compor, o que para ele é uma atividade natural, Zé Ramalho dedica todo o tempo de lazer à sua casinha em João Pessoa. "Fico curtindo meus dois filhos, Kika e Antônio, que são o maior barato. Sabe, eu quero deixar vários filhos no mundo, como uma perpetuação da minha espécie. Acho impor­tante que elas tenham a sua vi­são de liberdade, suas decisões. E muito do meu sorriso..."

Reportagem de Tom Alvarez, Foto de Izi Bereanu.

Revista Amiga em 30/05/1979

Arquivo ( Acervo Zé Ramalho da Paraíba)



Show de Zé e Amelinha em 1980

Lembrança de um pequeno anuncio no Jornal Folha de São Paulo para o Show de Zé Ramalho e Amelinha no Parque do Ibirapuera em São Paulo.

Esse Show foi um grande sucesso e percorreo todo o país naquele ano de 1980.

Jornal Folha de São Paulo em 31/05/1980.



sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Zé Ramalho faz shows em Araguaína e Palmas

O cantor e compositor Zé Ramalho estará no Estado neste fim de semana, para duas apresentações. Nesta sexta, 2, no Glamour do Lago, em Araguaína, e no sábado , no Capim Dourado Shopping, a partir das 23 horas.

Para a primeira apresentação, os ingressos para o camarote open bar podem ser encontrados na Radical Surf (Av. Cônego João Lima, Centro) a R$ 50,00 (feminino) e R$ 70,00 (masculino). A mesa para quatro pessoas custa R$ 600,00 e a empresarial R$ 800,00. Na Capital, a Pista Vip (open bar vale R$ 80,00, a Pista Promocional R$ 60,00 (100 primeiros), as mesas com open bar R$ 400,00. Vendas na La Luna ( Capim Dourado) e www.bileto.com.br.

Para os shows tocantinenses, o artista promete um repertório diferenciado e com grandes sucessos, como Chão de Giz, Beira Mar e Galope Rasante, além de releituras das músicas A Hora do Adeus, de Luis Gonzaga, e Tá tudo Mudado, do CD Zé Ramalho canta Bob Dylan, seu último trabalho lançado em 2009.

Fonte: Jornal Stylo/Portal Stylo

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Zé Ramalho se apresenta em Palmas

Vila de Palma Produções e Eventos, traz a Palmas, no dia 03 de setembro, um show especial do cantor e compositor Zé Ramalho. A apresentação acontece no Capim Dourado Shopping a partir das onze da noite.

O artista é conhecido como a voz forte do Nordeste, é considerado um ícone da Música Popular Brasileira.

Para o show, um repertório diferenciado e com grandes sucessos como: “Chão de Giz”, “Beira Mar” e “Galope Rasante”, além de releituras das músicas “A Hora do Adeus” de Luis Gonzaga e “Tá tudo Mudado” de Bob Dylan.

Os ingressos para o espetáculo já estão disponíveis nas lojas La Luna – Capim Dourado e pelo site www.bileto.com.br.

Um pouco mais de Zé Ramalho: O cantor e compositor paraibano é também reconhecido como poeta e traz guardado em sua carreira a parceria de Alceu Valença e Geraldo Azevedo, com quem começou a fazer música. Sucessos como “Avorai”, “Admirável Gado Novo”, Frevoador” e “Cidades e Lendas” e a caprichada produção “Antologia Acústica” trazem músicas que retratam o seu estilo. Uma das obras inesquecíveis foram os dois volumes de “O Grande Encontro”, ao lado de Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo.

Lançou em 2000, a “Nação Nordestina”, uma homenagem às personalidades nordestinas brasileiras. A arte do CD trazia uma paródia da famosa capa do disco “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, dos Beatles. O álbum recebeu, no ano seguinte, uma indicação ao Grammy latino como melhor disco de música regional.

Além desses sucessos, o artista fez homenagem a Luiz Gonzaga “Zé Ramalho canta Luiz Gonzaga” e Raul Seixas, com o CD “Zé Ramalho canta Raul Seixas”. Este último ganhou uma versão em DVD, do show de lançamento no Canecão, no Rio de Janeiro. Seu último trabalho foi “Zé Ramalho ao vivo”, em 2005, com a reunião dos maiores sucessos do cantor.

Serviço:

Data - 03 de Setembro
Horário – 23:00
Local - Capim Dourado Shopping

Ingressos Limitados:
Pista Vip (Open Bar ): R$ 80,00
Pista Promocional: R$ 60,00 (100 primeiros)
Mesas setores: A, B e C com Open bar: R$ 400,00 – 4 Pessoas

Camarotes Empresariais – Informações: www.bileto.com.br
Pontos de venda: La Luna - Capim Dourado e www.bileto.com.br

Estes valores estão sujeitos à alteração sem aviso prévio e são válidos até o termino do lote.

Informamos em cumprimento ao Art. 6º da lei 8.078/90, que conforme a venda de ingressos for ocorrendo, novos lotes poderão ser colocados à venda, com outros valores, sem necessidade de aviso prévio.

Fonte: Surgiu.com.br